News
Revista de Vinhos elegeu ?Os Melhores do Ano 2014? no vinho e na gastronomia
Outras Notícias
19 February 15
A Revista de Vinhos premiou ?Os Melhores do Ano 2014? no sector do vinho e da gastronomia em Portugal.
A Revista de Vinhos premiou ‘Os Melhores do Ano 2014’ no sector do vinho e da gastronomia em Portugal.Entre ‘Prémios de Excelência’ e ‘Prémios Especiais’ foram cinquenta os galardões entregues no palco da 18.º edição dos já conhecidos como “Óscares do Vinho”, evento que este ano teve lugar no Centro de Congressos e Exposições da Alfândega, no Porto.

Ainda nos vinhos, foram 169 os que conquistaram a distinção de ‘Melhor de Portugal' e 624 os que viram o seu selo de ‘Boa Compra' em 2014 transformado em diploma.

Se os ‘Prémios Especiais' distinguiram pessoas, projectos, empresas e entidades do sector do vinho e da gastronomia, os ‘Prémios de Excelência' elegeram os trinta vinhos mais aplaudidos pelo painel de provadores da Revista de Vinhos, publicação para apreciadores exigentes e que este ano está a celebrar o seu 25.º aniversário. A cada ano, enfrentam a dura tarefa de selecionar, entre as mais de 2000 notas de prova, aquelas que justificam a escolha final dos 30 ‘Prémios de Excelência'. Uma distinção que, para além de uma avaliação superlativa, exige consenso entre os jurados. Este ano, a lista é mais variada do que em 2013: o lote dos trinta magníficos de 2014 inclui dezanove tintos, quatro brancos, quatro vinhos do Porto, um espumante, um Moscatel e um Madeira. A qualidade está por todo o lado.

Dezanove categorias e vinte troféus: foi este o saldo dos ‘Prémios Especiais' de 2014. Peter Bright, nos vinhos, e José Avillez, na comida, foram os grandes nomes da noite, ao receberem respectivamente os prémios de Senhor do Vinho e Gastronomia "David Lopes Ramos". Peter Bright é australiano, mas foi em Portugal que decidiu assentar arraiais e, nos anos 80, na então chamada "João Pires" (que viria a dar origem à Bacalhôa), apontou caminhos que ajudaram a moldar a moderna enologia portuguesa. Bem mais tarde, criou os seus projectos enológicos pessoais: Fiúza & Bright, no Ribatejo, e as Terras de Alter, no Alto Alentejo. Em ambos, mostra o seu "dedo" e intuição para produzir vinhos de grande qualidade que são do agrado do público, quem que para isso tenham de ser caros e inacessíveis. José Avillez, que tem arrecadado inúmeros distinções nos últimos tempos - com destaque para a recente conquista da segunda estrela Michelin - é um visionário, que reúne talento, vontade, paixão, competência, ambição e rigor. Este prémio visa reconhecer o excepcional cozinheiro que é, mas também a sua vertente de profissional da restauração, com incrível capacidade de gestão, motivacional, ousadia empresarial, ambição e até pressa de fazer as coisas acontecer.

Nos produtores, o Douro esteve em destaque, com a João Nicolau de Almeida & Filhos a arrecadar o troféu de produtor revelação e a Wine & Soul, da dupla Sandra Tavares da Silva e Jorge Serôdio Borges, a ser considerado produtor do ano. Ambos projectos com uma forte vertente familiar. O primeiro nasceu como um incontrolável impulso genético, ou não corresse vinho nas veias de João Nicolau de Almeida e dos seus filhos Mafalda, João e Mateus. Ao lado da Wine & Soul esteve O Abrigo da Passarela, também eleito como produtor do ano.

Identidade e Carácter é um titulo que cai que nem ginjas na Quinta do Ameal. Pedro Araújo decidiu em finais de 90 apostar numa única casta para fazer tudo o que fosse possível a partir dela: o Loureiro do Ameal avançou sempre na direcção da qualidade com carácter. Ainda na arte de fazer vinho, foram dois os enólogos distinguidos perante uma plateia de mais de 900 pessoas: Osvaldo Amado e José Manuel Sousa Soares. Produzir bem, em quantidade e com estilos que sejam do agrado dos consumidores são os pressupostos inerentes ao trabalho de Osvaldo Amado, enólogo que faz vinho em todo o país, deixando neles a sua marca. Sousa Soares destacou-se por romper com a tradição, arriscando novos caminhos na Gran Cruz, que tem hoje um portefólio bem mais rico do que tinha, com Porto Colheita, Vintage e L.B.V. de grande qualidade.

Depois de em 2013 a enóloga Filipa Tomaz da Costa ter sido eleita enóloga do ano, no que toca aos vinhos generosos, é agora a vez da empresa onde trabalha - Bacalhôa Vinhos de Portugal - ser eleita a empresa do ano: em 2014 foram lançados vinhos que impressionaram em diversos segmentos de preço. 2014 foi um ano de aclamação generalizada da Symington Family Estates, o que lhe valeu o galardão da melhor empresa de vinhos generosos. O lançamento do "super tawny" Ne Oublie foi um acontecimento marcado a letras de ouro na história da empresa, que em muito contribuiu para esta distinção. No que toca à Cooperativa do Ano, o prémio foi para a região do Tejo, com a eleição da Adega do Cartaxo, que tem vindo a ganhar a batalha da qualidade dos seus vinhos - com forte aposta nos tintos -, procurando impor de novo o nome da ‘capital do vinho', mas agora com uma conotação bem diferente.

O prémio de Viticultura foi, uma vez mais, dado à equipa da The Fladgate Partnership - em 2000 foi atribuído a António Magalhães -, pelo trabalho de modernidade que procura descodificar a viticultura genuína do vale do Douro, no sentido da melhoria do presente, mas sobretudo na consolidação do futuro. A Bairrada começa hoje a ser vista como uma região renovada, que está "a dar cartas" sem trair a sua forte identidade. Um feito para o qual em muito tem contribuído o papel e trabalho da Comissão Vitivinícola da Bairrada, eleita como a melhor Organização Vitivinícola de 2014.

A equipa da Revista de Vinhos visita e "inspecciona" anualmente doze unidades de enoturismo. Em 2014 foi a Casa de Mateus, em Vila Real, a que mais pontos reuniu: 19,5 no total. Um lugar idílico e de peregrinação, onde a cultura e a história têm os pés bem assentes na terra, mas o vinho não é descurado.

Os prémios para melhor Loja Gourmet, Wine Bar e Garrafeira foram geograficamente distribuídos de Norte a Sul do país, tendo, respectivamente, sido arrecadados pela Casa Gourmet, em Guimarães, o Wine Bar Dux, Petiscos & Vinhos, em Coimbra, e a Garrafeira Soares, com 15 lojas no Algarve. Para a região mais a Sul do país foi também o "troféu" de melhor Restaurante de 2014, entregue ao São Gabriel, em Almancil. Aqui habita uma cozinha complexa, harmoniosa e de extraordinária beleza, criada pelas mãos do chefe Leonel Pereira, que acaba de recuperar a merecida estrela Michelin para este espaço. No que toca ao Restaurante de Cozinha Tradicional Portuguesa, destaque para o Elvira, em Braga, onde a qualidade de uma comida assente em receituários familiares é irrevogável.

Foi ainda premiada a Campanha Publicitária aos fungicidas da família Luna (Bayer), uma campanha que apostou no humor. Com uma mensagem desconcertante, subverte os códigos habituais da comunicação deste tipo de produtos.



Fonte:
LOCAL.PT

 

Lastest News

Outras Notícias

13 June 22

Agradecimento de "Nós do Vinho"
Read more

Events

23 May 22

Wines of Portugal at Prowein 2022
Read more
Press ENTER to search or ESC to close
Cookies

Wines of Portugal uses cookies to enhance your online experience. By using this website you agree to our cookies policy.

More