Notícias
O melhor vinho do ano é português
Prémios
17 Novembro 14
A Revista Wine Spectator considerou o Vintage da Dow's da colheita de 2011, o melhor vinho do ano 2014. A terceira e a quarta posições foram conquistadas por outros dois durienses, o Chryseia (2011) e o Quinta do Vale Meão (2011), respectivamente.
O vale do rio do Douro é um cenário deslumbrante, onde se dispõem as vinhas em cascata, numa série de terraços rochosos, preenchidos com uma grande variedade de uvas portuguesas autóctones. É na sossegada vila do Pinhão, terra natal do vinho do Porto, que os viticultores produzem o Vintage da Dow's. A colheita de 2011, classificada com 99 pontos pela revista Wine Spectator, foi considerada a melhor do ano 2014. Em 2011, o vinho do Porto surgiu com uma qualidade extraordinária, tendo mesmo sido considerado por alguns viticultores como melhor Vintage em 50 anos. O Porto Vintage com maior pontuação de sempre é o Dow's. De acordo com a Revista Wine Spectator “ergue-se como um monumento à qualidade e modernização do Douro. Não excessivamente doce, o 2011 da Dow's oferece uma garra e uma interacção entre álcool e taninos que lhe prometem uma longa vida ”. A família Symington é a maior proprietária das terras do Douro e uma referência para a região, com cerca de 2.400 hectares, distribuídos por 26 quintas. A fermentação do Dow's confere-lhe um toque mais seco do que outros portos Symington, com menos açúcar residual e com taninos compactos que apoiam fruta preta, chocolate e especiarias, concentrados num acabamento quase infinito. A ocupar a terceira posição, de uma das listas de vinhos mais conceituadas do mundo, está o vinho tinto Chryseia, da colheita de 2011, com 97 pontos, a maior pontuação conseguida até então. O vinho é uma combinação de duas castas autóctones, Touriga Nacional e Touriga Franca, provenientes das vinhas Quinta de Roriz e Quinta da Perdiz. O Chryseia foi considerado “um tinto elegante e monolítico, puro e poderoso, com notas de exuberância da ameixa vermelha, framboesa e groselha escura. Este é preenchido com o sabor da azeitona preta e cozinha notas de chocolate, apoiadas por taninos fortes.” O vinho Quinta do Vale do Meão, da mesma colheita, conquistou o quarto lugar da tabela, com 97 pontos. A mistura das uvas portuguesas autóctones Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca e Tinta Roriz resultou num vinho verdadeiramente marcante. O enólogo Francisco Olazabal aplicou técnicas de vinificação tradicionais e modernas para a sua produção. A revista Wine Spectator considerou-o “exuberante, com um vermelho sedutor, cheio até a borda com uma variedade de sabores de frutas e kirsch escuro”. Consulte a lista completa aqui.
Últimas Notícias

Outras Notícias

13 Junho 22

Agradecimento de "Nós do Vinho"
Saber Mais

Eventos

23 Maio 22

Os Vinhos de Portugal na Prowein 2022
Saber Mais
Pressione ENTER para pesquisar ou ESC para fechar
Cookies

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência de navegação. Ao utilizar o Webiste Wines of Portugal, concorda com a utilização de cookies.

ver mais