Paulo Laureano

Por Rui Falcão*

Paulo_Laureano.jpeg

Desde meados dos anos 90 , Paulo Laureano tem sido reconhecido como um dos enólogos mais prolíficos do Alentejo, sendo um dos mais procurados na região. Chegando ali em meados dos anos 90, colaborou com mais de trinta produtores na criação da maioria dos mais famosos vinhos do Alentejo. Ficou conhecido como "Sr. Mouchão" quando passou algum tempo liderando a equipe de vinificação na renomada vinícola Mouchão, produtor clássico do Alentejo, e claro, pelos seus bigodes que o destacavam na multidão.

Além desses projetos, Laureano também criou o seu próprio vinho na sub região da Vidigueira que lhe proporcionou mais evidência no papel de enólogo e então produtor. Sempre enfatizando a exaustão as qualidades únicas das castas portuguesas, em especial as tintas Aragonês, Trincadeira e Alicante Bouschet e as brancas Antão Vaz, Arinto e Roupeiro. A partir delas empreendeu uma infinidade de de vinhos caracterizados como modernos e distintos uns dos outros.

Laureano também recebe o reconhecimento por seus esforços na recuperação e identificação da Tinta Grossa , uma antiga variedade de uva que tinha caído no esquecimento, e que está se tornando mais popular e um expoentes de qualidade no Alentejo. Com esta uva , ele criou o primeiro vinho com base nessa varietal, que é chamado de Paulo Laureano Tinta Grossa.

 


* Rui Falcão is a renowned Portuguese wine journalist, author and wine educator.  He is also a judge at several international wine competitions.