Mouchão

Por Rui Falcão*

Moucho.jpeg

A vida no Mouchão é particularmente singular e parece correr em um ritmo muito mais calmo do que em outros lugares. Muitas poucas transformações se nota na vinícola desde a sua fundação em 1901. Hoje, o vinho ainda é produzido no mesmo estilo dos antepassados, isolados durante décadas de novas técnicas, tecnologias e influências dos produtores europeus e das modernas vinícolas, elaborando vinhos com cuidado e convicção, respeitando as tradições da região, a excelente qualidade das uvas e do micro clima (terroir), único.

Combinado com a atmosfera relaxante, a vinícola pode ser considerada única  se comparada a outras vinícolas no mundo. No comando, a terceira geração, embora jovem, ocupando o lugar que já pertenceu a seu avô e pai, perfazem 80 anos de responsabilidade na vinícola, que ha não mais de dez anos ainda utilizavam uma prensa manual, movida a força braçal (manivela), para obter o sumo das uvas viníferas na produção de seus vinhos.

Vejam que a eletricidade chegou a região de Mouchão em 1988, e vejam mais, até lá, não era considerada necessária. A casta predominate é a Alicante Bouchet juntamente com a Trincadeira, caracterizando o estilo dos vinhos aqui produzidos.

 

 

 

 

 

 

 

 


* Rui Falcão is a renowned Portuguese wine journalist, author and wine educator.  He is also a judge at several international wine competitions.