Jorge Serôdio Borges

By Rui Falcão*

Jorge_Serdio.jpeg

Não foi nenhuma surpresa para a família de Jorge Serôdio, originária do Douro e com várias gerações ligadas à indústria do vinho, que ele tenha decidido tornar-se um enólogo. Enquanto estudava na Universidade, já colaborava na elaboração de vinhos para as Quintas de propriedade da família, do Fojo e Quinta da Manuela (até 1999).

Ele, então, começou a trabalhar com Dirk Niepoort e juntos formaram uma das equipes mais criativas, revolucionárias e de novos ares, que o Douro conheceu até o momento. Mas foi um pouco mais tarde, que seus projetos pessoais lhe renderam reconhecimento nacional e internacional de dimensões impressionantes, como o cobiçado Pintas que lhe conferiu visibilidade instantânea no mercado de vinhos.

Recentemente, ele herdou a bela Quinta da Manoella onde acabou de produzir o "Quinta da Manoella Vinhas Velhas", que tem tudo para ser considerado um doa mais novos vinhos ícones do Douro, que seguem a mesma linha de renovação que ele imprimiu em outros exemplos como o Quinta do Passadouro, Maritávora e Companhia das Quintas, vinhos e obras de excelência.

 

 

 

 

 

 


* Rui Falcão is a renowned Portuguese wine journalist, author and wine educator.  He is also a judge at several international wine competitions.