Soalheiro

Por Rui Falcão*

Soalheiro_copy.png

Sempre que a conversa se centra nos vinhos brancos portugueses é certo que a região do Vinho Verde, onde o vinho branco é rei, será prontamente invocada associando a casta Alvarinho à conversa num simples piscar de olhos. E falando de Alvarinho é certo e sabido que o nome Soalheiro irá surgir na mesa, naquele que é um dos vinhos brancos portugueses mais genuínos, elegantes e minerais. 

Ao longo dos últimos 20 anos, Luís Cerdeira e os seus vinhos Soalheiro foram-se transformando em sinónimos da casta Alvarinho, naquele que é um dos produtores mais antigos da sub-região de Monção/Melgaço. Partindo apenas com uma variedade em carteira, o Alvarinho, Luís Cerdeira consegue produzir cinco vinhos completamente diferentes, de vinhas situadas em locais distintos - uns mais tropicais e exóticos, outros mais contidos e austeros, outros mais sérios e encorpados, outros doces e um espumante. E ainda sobra espaço para uma bagaceira velha de qualidade notável. Uma forma de demonstrar que Portugal vai além dos magníficos vinhos tintos. É, também, um país de vinhos brancos frescos e tensos, com uma capacidade de guarda notável.

 

 

 

 


* Rui Falcão é um renomeado vinho Português jornalista, escritor e educador vinho. Ele também é um juiz em vários concursos internacionais de vinhos.