Quinta das Bágeiras

Por Rui Falcão*

Bgeiras.jpegA Quinta das Bágeiras, um pequeno produtor boutique da Bairrada, é hoje um dos guardiões das tradições da região, um classicista assumido, animado pelo respeito às castas locais e adepto ferrenho da manutenção das práticas intemporais da Bairrada. 

Na Quinta das Bágeiras tudo é feito à moda antiga, em respeito pela natureza e pela tradição, sem qualquer tipo de facilitismo mas igualmente sem dogmas e sem receitas predefinidas. Os tintos elaborados quase exclusivamente com a casta Baga, continuam a ser feitos em lagares de cimento e envelhecidos em tonéis de madeira avinhada, sem o recurso habitual às barricas bordalesas de madeira nova, sem inox, sem nada do que é hoje corriqueiro nas adegas de todo o mundo. Até os brancos são feitos de forma rara e misteriosa para as práticas contemporâneas: decantados numa série de pequenos lagares, desenhados de forma alternativa e afastada das recomendações da enologia moderna.

Poderia até ser a receita perfeita para um desastre, mas a verdade é que os vinhos da Quinta das Bágeiras encontram-se entre os melhores da Bairrada e de Portugal: sólidos e carregados de personalidade, vinhos de terroir com uma identidade notável e com uma capacidade de envelhecimento quase sem igual. Os resultados são visíveis, com um número assombroso de vinhos excepcionais, repletos de carácter, repartidos equitativamente entre brancos e tintos.

 

 

 


* Rui Falcão é um renomeado vinho Português jornalista, escritor e educador vinho. Ele também é um juiz em vários concursos internacionais de vinhos.