Esporão

Esporo.jpeg

Por Rui Falcão*

Esporão é uma das casas mais conceituadas em Portugal, capaz de produzir vinhos maravilhosos - do mais exclusivo aos mais básicos. Esporão é uma casa eclética que fez sua marca na região do Alentejo disseminando os vinhos de Portugal como um todo - com seus rótulos anuais desenvolvidos por artistas plásticos contemporâneos, também promove a cultura portuguesa, tanto quanto os seus vinhos e o Alentejo pelo mundo.

Antes de investir em Reguengos de Monsaraz (Importante referência local), toda região do Alentejo era relativamente desconhecida, com poucas pessoas empreendendo no vinho. Esporão tem uma história interessante, incluindo a ocupação e nacionalização de toda sua propriedade (dentro da região definida como Herdade do Esporão), durante a revolução democrática de Portugal, em Abril de 1974. Este fato interrompeu completamente todo o projeto de desenvolvimento previsto pela empresa para aquela época.

Depois disso, e após a devolução do patrimônio tomado, e restaurado todos direitos tomados pelos abusos da dita revolução de Abril, o projeto teve andamento e Esporão tornou-se uma das maiores casas de vinho em Portugal, produzindo quantidade com qualidade, coisa difícil de se ver na indústria do vinho em quantidade.

O que mais impressiona, sobretudo para as dimensões do País, não são as seis milhões de garrafas produzidas de Monte Velho, de Alandra ou do Vinha da Defesa, mas sim as centenas de milhares de Esporão Reserva, branco e tinto, que alcançam o título de "referência de qualidade" no Alentejo. 

 


* Rui Falcão é um renomado vinho Português jornalista, escritor e educador vinho. Ele também é um juiz em vários concursos internacionais de vinhos.